Gabi, não Gabriela.

Era um romance comum, porém diferente, é difícil explicar, nenhum dos dois nunca haviam experimentado algo do tipo, seus últimos relacionamentos haviam sido desgastantes, o último namorado de Gabriela a magoou e ela o deixou por ele não merecer seu amor e a paixonite que ele tinha na cidade onde ele morava estava apaixonada por outro alguém. Ela contava a ele sobre o antigo namorado e ele também contava sobre a paixonite, compartilhavam experiências. 
Passaram os primeiros dias ali e as brincadeiras e conversas aumentavam, ele admirava a beleza de Gabriela e ela não gostava, ficava incomodada por ele ficar encarando-a sem parar. Beijos apaixonantes não ficavam escondidos, todos sabiam o que estava acontecendo e alguns aparentavam não gostar. O pai dele havia dito que não era para ele levar a sério aquilo, dizia para ele não se envolver, que ele devia apenas aproveitar o momento e ele concordou, tentou agir diferente, mas não conseguiu. Então aconteceu aquele encontro, na casa de praia, onde todos os primos, alguns tios e amigos estavam reunidos com um violão e músicas da Legião Urbana e outras bandas brasileiras sob a luz da lua. As estrelas estavam simplesmente lindas, um verdadeiro céu brilhante que só quem estava ali e prestou atenção pode descrever. Ele estava com os pensamentos em dois lugares, pensava no que acontecia ali e pensava em sua paixonite, ele estava dividido. Havia uma bebedeira, um tio dele estava muito alterado e divertia todos com suas brincadeiras sem nenhuma noção de realidade, os primos também estavam presenciando seus próprios romances, ninguém se sentia só, pois todos se divertiam tanto que não tinha lugar para tristeza. A música parou. Gabriela e ele estavam agora sentados um de frente para o outro em suas cadeiras. Ele não parava de encarar Gabriela só para vê-la chateada, uma implicância inocente, sem problemas. Aquilo era a diversão dele. Ficaram ali por um longo tempo, namoraram um pouco e conversavam com os primos, riam por qualquer coisa. Todos a chamavam de Gabi, não Gabriela, era um apelido fácil e que ela mesma escolhera, ele não gostava, mas ainda assim lhe chamava daquele jeito. Uma das brincadeiras mais marcantes foi ‘O Susto’, só aconteceu uma única vez, mas foi o suficiente. Basicamente um dos primos começou a andar mascarado por entre as árvores e fazia barulhos assustadores na escuridão. Todos sabiam que era uma brincadeira, mas fingiam estarem assustados. Gabi também aparentava saber que era uma brincadeira e parecia fingir, mas em um determinado momento ele, sabendo os próximos passos do jogo, começou a distraí-la. Ainda durante ‘O Susto’, eles começam a namorar como se o jogo tivesse acabado. Ele vê que o primo que estava entre as árvores se aproxima e não diz nada, ela não percebia o que estava acontecendo. Em um determinado momento ela olha casualmente para o chão e vê uma camisa preta com uma mão apontando em sua direção e dá um grito de susto. Foi a melhor parte daquela brincadeira. 
Aos poucos todos iam dormir e os que ficaram lá na grama ficavam apenas conversando pois não podiam fazer barulho. Todos os pais dormiam. Gabi e ele foram para o lado da casa, onde não tinha ninguém, era um pouco mais privado mas ainda assim alguns primos e a irmã de Gabi apareciam para interromper o namoro. Gabi realmente gostava de beijos e com ele não era diferente, não faziam nada além disso, mas era algo intenso, quase inexplicável, havia uma química muito forte entre os dois. Aquela foi a única noite em que eles quase ficaram a sós, nos dias seguintes eles já agiam como um casal de namorados, mas não havia nada oficializado.

Continua… 
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s